Quinta-feira | 20 de Janeiro de 2022 22:28
EM CAMPO LARGO 16º | 20º  
Saúde

Saúde reúne equipes dos hospitais para debater cirurgias e atendimento

Cerca de 60 representantes dos serviços próprios da Sesa, (Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná, ambulatórios, hospitais universitários e demais hospitais) conversaram sobre os desafios para o próximo ano, as rotinas dentro dos hospitais e como aumentar a qualidade nos atendimentos atuais e futuros dos pacientes.

Profissionais que trabalham na gestão dos hospitais e serviços próprios da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) se reuniram nesta sexta-feira (17) para um balanço anual e alinhamento de diretrizes para o próximo ano. Pandemia, retomada das cirurgias eletivas e integração entre os serviços foram os principais assuntos apresentados neste encontro.

“As demandas discutidas são de grande valia para o novo ciclo da Saúde que se inicia. Muitos pacientes esperam pelas cirurgias em todas as regiões do Paraná. Sabemos que não será uma tarefa fácil colocar em dia todos os procedimentos, visto que ainda estamos na pandemia, tem o surgimento da nova variante, mas estamos colocando todos nossos esforços para atender a população”, enfatizou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Cerca de 60 representantes dos serviços próprios da Sesa, (Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná, ambulatórios, hospitais universitários e demais hospitais) conversaram sobre os desafios para o próximo ano, as rotinas dentro dos hospitais e como aumentar a qualidade nos atendimentos atuais e futuros dos pacientes.

“O principal objetivo desta reunião foi a melhoria da assistência à população. É um processo bastante amplo, de fiscalização, controle, otimização de estruturas, identificação de pontos que possam ser melhorados. Mas, sendo identificados, poderão trazer mais segurança, agilidade e qualidade no atendimento”, comentou Vinícius Filipak, diretor de Gestão em Saúde.

Ele ressaltou a importância da integração entre os serviços visando a retomada dos procedimentos cirúrgicos. “Durante quase dois anos priorizamos a Covid-19. Nosso planejamento para 2022 é, gradativamente, voltar a atender as especialidades, principalmente, da ortopedia”, acrescentou.

Também esteve presente no encontro o diretor da Fundação Estatal de Atenção em Saúde do Paraná (FUNEAS), Marcello Augusto Machado, que administra seis hospitais do Estado.