Sexta-feira | 16 de Abril de 2021 23:16
EM CAMPO LARGO 16º | 20º  
Geral

Educação ajudou a moldar 150 anos de história campo-larguense

Com uma boa base educacional, foi possível formar profissionais que hoje ganham o mundo em várias áreas de destaque. Para homenagear a área, a Folha conversou com duas experientes professoras da Educação Municipal, que dividiram um pouco das suas experiências

Uma das áreas que esteve bem presente desde o início da cidade é a Educação. Com uma boa base educacional, foi possível formar profissionais que hoje ganham o mundo em várias áreas de destaque, as quais são motivo de orgulho para seus conterrâneos. Para homenagear a área, a Folha conversou com duas experientes professoras do Ensino Fundamental – Anos Iniciais, da Educação Municipal, que dividiram um pouco dos desafios e realizações em anos de profissão.

 

Professora Josélia Berton

Pedagoga e pós-graduada em Educação Inclusiva, a professora Josélia atua há 38 anos e já trabalhou em escolhas como Reino da Loucinha, Sete de Setembro e Colégio Cenecista Presidente Kennedy. Ela comenta que a sua metodologia é o estudo e atualização constante, além de participação em palestras oferecidas gratuitamente pelas instituições e também cursos de evolução profissional. Confira um relato sobre a experiência dela na Educação:

“O maior presente que a área da Educação proporcionou e proporciona ao longo da carreira é encontrar meus ex-alunos bem sucedidos, vê-los com boa educação, respeitosos. É gratificante, enaltecedor, muitas vezes me emociono ao encontrá-los, são afetuosos e agradecem aos ensinamentos. Acredito que o maior desafio em sala de aula foi quando atuei com a Classe Especial. Fui regente durante quatro anos onde aprendi o verdadeiro sentido do que é ser professor.

Sobre as principais mudanças ao longo das gerações, considero os novos recursos tecnológicos. A aprendizagem tomou novas proporções, sala de aula invertida, aprendizado por projetos, várias abordagens aperfeiçoam instituições de ensino. Também considero a EAD representando uma revolução na Educação.

Deixo um recado aos meus ex-alunos: Independentemente do que forem realizar, acreditem em suas escolhas, façam com amor, dedicação, aprimorem-se constantemente, sejam íntegros, tenho certeza que encontrarão o caminho do sucesso! E para aqueles que se tornarão professores, tenham atitudes do bem e conscientes. Atuar nesta área requer muito de nós quanto pessoas em todos os momentos. Portanto reflitam constantemente com seriedade, pois seres humanos levarão um pouco de vocês para suas vidas”, relata.

 

Professora Doraci Garret

Pedagoga e pós-graduada em Psicopedagogia Institucional e Orientação e Supervisão do Ambiente Escolar, a professora Doraci tem 32 anos de Magistério e já trabalhou em várias escolas municipais, como Escola Municipal Monsenhor Ivo Zanlorenzi, Escola Rural Municipal Rio Verde, Escola Municipal Anchieta, Escola Municipal Affonso da Cunha Filho, Escola Municipal Pedro Kaminski e CMEI Rudolf A. M. Gohringer, tanto como professora, como pedagoga.

“Os maiores presentes que a Educação me proporcionou durante a minha carreira foram o privilégio de poder dar minha contribuição na vida das crianças a que me foram confiadas, perceber os avanços de cada um durante a caminhada escolar e participar da vida delas, sabendo que podemos fazer a diferença na vida delas. Os desafios foram inúmeros. Porém, acredito que o maior foi no trabalho com os alunos das séries iniciais, onde minha responsabilidade era alfabetizá-los. Minha maior satisfação era ver os olhinhos dos alunos brilhando quando descobriam que já estavam começando a ler.

Atravessei muitas mudanças ao longo desses 32 anos de atuação. Sou do tempo onde o ensino era tradicional, o professor era o detentor do conhecimento e o aluno apenas recebia passivamente as informações. Com o passar do tempo, o aluno passou a ter vez e voz. Atualmente vivemos na era da tecnologia, onde o professor aprende junto com o aluno a fazer uso das ferramentas tecnológicas a favor da aprendizagem.

Deixo um recado aos meus ex-alunos: Com certeza, cada um de vocês tem um lugar especial em meu coração e me fizeram querer ser além de profissional, uma pessoa melhor. Eu espero que vocês tenham boas lembranças de mim enquanto professora e que as marcas que eu possa ter deixado sejam marcas de alegria e conquistas.

E aos futuros professores, quero dizer que, ao escolher essa profissão, terão em suas mãos ‘joias preciosas’, algumas lapidadas, outras que ainda precisam ser trabalhadas, mas todas devem ser bem protegidas. A maior riqueza da nossa profissão é o reconhecimento do trabalho bem feito.”