Terça-feira às 28 de Maio de 2024 às 11:27:07
Opinião

Futuro promissor para o Paraná no quesito trabalho

Futuro promissor para o Paraná no quesito trabalho

Muito há de se comemorar nestes primeiros meses no Paraná, quando o assunto é geração de emprego. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostraram que a maioria dos municípios paranaenses, 311 cidades, tiveram saldo positivo na geração de empregos no primeiro trimestre do ano, o que equivale a 78% delas. O Estado foi o terceiro no País e o primeiro no Sul que mais abriu postos de emprego formais, com um saldo de 69.618 novas vagas nos primeiros três meses do ano. Campo Largo figura no top 30 na geração de empregos no trimestre, com 703 vagas geradas.

Ainda sobre a geração de emprego, o Paraná registrou 17.858 novos postos com carteira assinada no Estado, no mês de março, liderando novamente o mercado de trabalho no Sul e ficando em quarto lugar no País. Somente no mês de março, Campo Largo registrou 281 carteiras assinadas.

Pode-se afirmar que esse panorama positivo é reflexo de um conjunto de fatores que impulsionam o desenvolvimento econômico do Paraná, como a criação de um ambiente favorável aos negócios, com infraestrutura, mão de obra qualificada e incentivos fiscais, que tornam o estado atraente para grandes investimentos, dos mais variados setores. Apesar de ser um estado forte no setor de agronegócio – sendo conhecido como um celeiro quando o assunto é a produção de alimentos – também possui braços fortes nos setores de indústria, comércio e serviços, que apresentam constante crescimento nas mais variadas regiões, não sendo dependente de apenas um setor.

Incluso ainda neste conjunto de fatores, estão as melhorias e altos investimentos na infraestrutura de rodovias, facilitando acesso ao porto e a outros estados, tornando o estado estratégico e até mesmo uma referência quando se fala em logística, escoamento da produção e impulsiona a vinda de mais empresas e consequentemente a competitividade.

Todos estes fatores fazem com que o mercado de trabalho se torne cada vez mais promissor e alcance resultados positivos em grande parte das cidades. A expectativa é que a geração de empregos continue alta, para impulsionar cada vez mais a economia no Estado, trazendo o fôlego e a recuperação econômica, causada pelos baques sofridos na pandemia, principalmente.

Mas, a sustentação desta crescente quando o assunto é geração de empregos depende também de outros fatores, como a desburocratização para abertura de novos negócios, o incentivo à inovação e pesquisa, bem como a ampliação à qualificação profissional, visto que ainda há certa carência de mão de obra qualificada para alguns setores importantes e que devem ser incentivados. Investir no Paraná se tornou sinônimo de sucesso, o que eleva ainda mais nosso potencial econômico e social, capaz de construir juntos – empregadores e empregados – um futuro mais próspero a todos.