Terça-feira às 28 de Maio de 2024 às 11:56:23
Opinião

Contagem regressiva para quem quer votar ou ser eleito

Ao mesmo tempo que o processo democrático é feito de direitos, também é composto de deveres e normas, que devem ser respeitados para que se tenha uma boa eleição, transparente e justa.

Contagem regressiva para quem quer votar ou ser eleito

Ao mesmo tempo que o processo democrático é feito de direitos, também é composto de deveres e normas, que devem ser respeitados para que se tenha uma boa eleição, transparente e justa. Aqui nestes deveres também entram a regularização do título de eleitor e o respeito aos prazos impostos pela Justiça Eleitoral. É triste se deparar com o dado de que mais de 13 mil pessoas estão com seus títulos cancelados. Se um voto já é capaz de mudar o resultado de uma eleição, imagine então 13.659...

Ainda também há casos de títulos cassados, que em Campo Largo estão na casa de 799.
O fato é que todas essas pessoas, que queiram votar nas eleições municipais de 2024, devem regularizar seus títulos de eleitor até o próximo dia 08 de maio e a alternativa de "deixar para última hora" não deveria estar em cogitação, justamente para evitar filas e transtornos. O prazo é ainda mais apertado para quem quer trocar de partido, sendo a última data esta sexta-feira (05), ou para filiação neste sábado (06).

Mais do que um direito de todos os brasileiros, as eleições também deveriam ser vistas como um compromisso inadiável pela população, um momento de união em torno de objetivos que poderão dar continuídade ou mudar de fato a realidade de uma cidade, estado ou país, não somente naqueles próximos quatro anos, mas em uma visão muito mais ampla e futura. Seja sincero, você ainda lembra em quem votou nas últimas eleições municipais, há quatro anos? Como foi o seu relacionamento com essa autoridade eleita? Cobrou as promessas? Acompanhou o trabalho?

Votar de maneira consciente vai muito além de apenas apertar botões na urna eletrônica e confirmar. É o exercício pleno da cidadania, no qual o eleitor assume a responsabilidade de escolher os representantes de maneira racional e ética. Votar é na verdade o primeiro passo para uma jornada importante e decisiva. A população deve ficar atenta às campanhas e buscar por promessas cabíveis de serem realizadas, indo além da simpatia do candidato ou da sua boa oratória. Há muitos anos o Brasil sofre com a escolha errada de seus líderes e paga um alto preço por isso, com graves escândalos de corrupção, atraso no desenvolvimento e falta de atenção às necessidades básicas da população, que mais uma vez sofre com a falta de infraestrutura adequada, saúde precária, educação deficiente, entre outros. Ao votar com consciência, o eleitor reconhece o poder que reside em suas mãos. Ele não se deixa levar por promessas vazias ou populismo barato, mas sim por propostas consistentes e candidatos comprometidos com o desenvolvimento do país.

Lembre-se, o voto consciente é a chave para construir um futuro melhor para o país. É através do voto que o cidadão pode influenciar diretamente nas políticas públicas e na gestão da coisa pública. É um direito e um dever que deve ser exercido com sabedoria e responsabilidade.