Sexta-feira às 19 de Abril de 2024 às 11:22:54
EM CAMPO LARGO  | 21º
Saúde

Aeronaves da FAB e do BPMOA realizam transporte aéreo de órgão para transplante em Campo Largo

Aeronaves da FAB e do BPMOA realizam transporte aéreo de órgão para transplante em Campo Largo

Na tarde da última sexta-feira (15), a Polícia Militar do Paraná (PMPR), por meio do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA), executou uma operação de transporte aéreo de extrema importância em parceria com a Força Aérea Brasileira (FAB) e a Secretaria de Estado da Saúde (SESA). O foco da ação foi o transporte de um coração para transplante, realizado do Aeroporto Afonso Pena até o município de Campo Largo.

Segundo informou a PMPR, a FAB iniciou a missão em Chapecó, trazendo o órgão da cidade catarinense para Curitiba, onde foi transferido para a aeronave do BPMOA junto com três profissionais de saúde da equipe da Central de Transplantes. Esse transporte aéreo é crucial, pois o tempo é um fator crítico para o sucesso do transplante, e a rapidez garantida pelo transporte aéreo pode fazer a diferença entre a vida e a morte para o receptor.

O 1º Tenente Maikon Venancio Correa, oficial de Comunicação Social do BPMOA, ressaltou a importância dessa ação. “O trabalho de apoio à Central de Transplantes é muito importante e nos enche de orgulho. Isso facilita muito a logística e viabiliza que o órgão doado chegue ao seu destino, em tempo, para o melhor aproveitamento e para salvar vidas. O serviço aéreo facilita muito essa logística“, comentou o oficial.

O BPMOA tem desempenhado um papel fundamental em diversas áreas, como a segurança pública e o apoio aeromédico. Em 2023, foram realizados 1941 voos, um aumento significativo em relação aos 1192 voos realizados em 2022. Esses voos foram feitos em diferentes bases, incluindo a Base Oeste, que atende toda a região de fronteira do Paraná. As aeronaves do BPMOA também foram utilizadas em operações de suporte aéreo policial, com mais de 2.500 horas de voo ao longo do ano.

Na área aeromédica, o convênio entre a PMPR, através da Secretaria de Estado da Segurança Pública e a SESA obteve excelentes resultados, com 745 atendimentos realizados, incluindo resgates aeromédicos e remoções de pacientes para hospitais de maior complexidade. Essas operações aeromédicas permitiram não só a chegada rápida de recursos avançados de saúde, mas também a manutenção das equipes médicas locais em atendimento, sem a necessidade de deslocamento por longos períodos.

As tripulações do BPMOA são altamente treinadas e integradas, com policiais militares e bombeiros militares em seus quadros de efetivo, resultando em maior eficiência nas operações. A atuação conjunta com o Corpo de Bombeiros Militar do Paraná também proporcionou várias operações importantes, incluindo buscas, salvamentos terrestres e aquáticos, resgates em montanha, transporte de equipes especializadas e combate a incêndios.