Quinta-feira às 18 de Agosto de 2022 às 11:31:07
EM CAMPO LARGO  | 11º
Opinião

Seria cedo demais definir cenários para disputas eleitorais?

Julho nem bem acabou, campanhas ainda precisam ser oficializadas e já há pesquisas sendo realizadas pelo Paraná afora.

Seria cedo demais definir cenários para disputas eleitorais?

Julho nem bem acabou, campanhas ainda precisam ser oficializadas e já há pesquisas sendo realizadas pelo Paraná afora. Pelo calendário eleitoral oficial, entre o dia 20 de julho e 05 de agosto será a época das convenções partidárias, onde serão oficializadas as chapas dos candidatos de maneira geral, ou seja, tanto nos estados, como no país como um todo.

Divulgada nesta quinta-feira (21), a pesquisa feita pela TV Record/RealTime Big Data sobre a corrida pela cadeira maior no Executivo do Estado do Paraná, mostra tendência de reeleição do governador Ratinho Junior (PSD), com 43% das intenções de voto, contra Roberto Requião (PT), ex-governador e ex-senador do estado, que está em segunda colocação, 16%. Também aparecem na sequência nesta disputa o senador Flávio Arns (Podemos), marcando 6%; César Silvestri Filho (PSDB), 2%; e Ângela Machado (PSOL), 1%. Solange Ferreira Bueno (PMN) e Zé Boni (Agir 36) têm 0%, conforme divulgou a CNN.

Com essa porcentagem, se as eleições acontecessem nesta semana, Ratinho Junior seria reeleito já no primeiro turno, pela prevalência dos pontos percentuais sobre os demais candidatos. Não foi realizada simulação para o segundo turno nesta pesquisa. No estado do Paraná, até essa quinta-feira (21), fechamento da edição impressa, não houve convenção para lançamento de candidatos no estado do Paraná.

Quando o assunto é a disputa do Senado, a mesma pesquisa coloca o ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) à frente, com 31% das intenções de votos, enquanto o segundo lugar está ocupado pelo atual senador Álvaro Dias (Podemos), que tem 26% das intenções de voto.  

No cenário Brasil, Pesquisa Genial/Quaest para as eleições presidenciais de 2022, divulgada pela CNN ainda no dia 06 de julho que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à frente, com 45% das intenções de voto no primeiro turno, seguido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), com 31%.

Anos eleitorais sempre são muito visados, em termos de disputa. Nas redes sociais já se vê muitas manifestações sendo realizadas, seja de direita ou de esquerda. Ainda é um pouco prematuro conseguir definir um cenário, principalmente sem candidaturas oficiais e propostas apresentadas, debates políticos que acabam ajudando a definir os votos dos indecisos, que pode reverter essa visão inicial que temos da corrida eleitoral.

Conforme divulgou o Senado, o eleitorado brasileiro em 2022 é 6,21% maior que o registrado em 2018, com informações do Tribunal Superior Eleitoral, que divulgou estatísticas sobre os 156 milhões de cidadãos aptos a votar nas eleições deste ano, no dia 2 de outubro. São milhões de brasileiros – e paranaenses – para conquistar a confiança diante de um cenário impactado pela Covid-19, que vem tentando reverter a economia e a sociedade. Estejamos atentos!