Sabado às 15 de Junho de 2024 às 08:34:11
Geral

Projeto “Juntas o Fio Aquece Mais” fortalece amizade entre mulheres e enviará ao Rio Grande do Sul peças em tricô e crochê

Projeto “Juntas o Fio Aquece Mais” fortalece amizade entre mulheres e enviará ao Rio Grande do Sul peças em tricô e crochê

Um projeto que fortalece o vínculo e amizade entre mulheres, as habilidades em tricotar e fazer crochê e deixará muitas pessoas aquecidas durante esse inverno, inclusive no Rio Grande do Sul, com peças confeccionadas por artesãs campo-larguenses.

A iniciativa Projeto Juntas o Fio Aquece Mais iniciou após o término das aulas ministradas pela professora e artesã campo-larguense Anielle Lima Neri, que tem mais de 203 mil inscritos no canal do Youtube Anielle Mania de Crochê. “Depois da pandemia, comecei a dar aulas presenciais em Campo Largo. Uma das minhas alunas, a Beatriz, que é professora de Biologia e excelente artesã, comentou comigo na última aula sobre como seria bom reunir uma roda de amigas para tricotar e fazer crochê. Para ela e muitas das minhas alunas, o crochê e o tricô são momentos terapêuticos também, pois estamos juntas e conversamos sobre diversos assuntos, e tratamento médico, pois tenho participantes do projeto que têm fibromialgia.”

Foi então que nasceu o projeto, que visava fazer peças que seriam enviadas para doação em hospitais, asilos, orfanatos, entre outras instituições. De início, 27 mulheres se reuniram no Mood Café, que cedeu o espaço para que os encontros fossem realizados. Já são mais de 50 mulheres envolvidas na iniciativa. “Nosso projeto começou antes da tragédia no Rio Grande do Sul. Eu morei lá no estado já e sei o quanto é frio essa época do ano. Por isso, quando vimos o que aconteceu, iniciamos o movimento para enviar doações para eles. A lã esquenta a estrutura do corpo, então um gorro já faz grande diferença para quem tem poucas peças de roupas quentes. Nós estamos fazendo mantas, cachecol, gorros, roupinhas de bebê, entre outras peças para enviar para eles”, conta Anielle.

Para que essas peças fossem confeccionadas, o grupo pediu doações de lãs e pretende enviar uma boa quantia em peças de roupas para a cidade de Canoas já na semana do dia 04 de junho. “Nós estamos fazendo quadradinhos de tricô e montaremos mantas no dia 04 lá no Mood Café. Já temos muitos destes quadradinhos, então facilita muito o processo, porque vamos apenas costurar. Depois vamos prestando conta de tudo o que estamos fazendo para os doadores. Chamamos também as crocheteiras e tricoteiras, que querem fazer novas amizades, trocar experiências e aprender mais sobre a arte ajudando outras pessoas por meio da confecção das peças”, ressalta.

O projeto ajudará outras pessoas da região de Campo Largo, que também precisam de peças de roupas para atravessar o frio intenso. “Tem chamado tanta atenção que alunas minhas de outras cidades já falaram que queriam que esse grupo acontecesse em outras regiões também. É muito gratificante ver esse movimento. Nós já temos até mesmo definições para o nosso projeto de verão, envolvendo crochê”, acrescenta.
Os campo-larguenses poderão acompanhar tudo via Instagram @aniellecroche e também realizar doações de fios de lãs de várias espessuras. A Center Panos está dando desconto na compra de fios para quem quer ajudar o projeto. O próximo encontro será realizado no dia 04 de junho, das 14h às 17h no Mood Café. Os encontros são quinzenais.