Terça-feira às 24 de Maio de 2022 às 09:57:46
EM CAMPO LARGO 10º | 24º
Geral

Campo Largo despede-se de Emídio Pianaro Junior

Campo Largo despede-se de Emídio Pianaro Junior Na luta contra um câncer, o ex-prefeito Emídio Pianaro Junior acabou não resistindo e faleceu na madrugada desta quinta-feira (12), aos 63 anos de idade.

Campo Largo despede-se de Emídio Pianaro Junior

Campo Largo despede-se de Emídio Pianaro Junior Na luta contra um câncer, o ex-prefeito Emídio Pianaro Junior acabou não resistindo e faleceu na madrugada desta quinta-feira (12), aos 63 anos de idade. Ele já estava internado na UTI há uns 17 dias entubado, devido às complicações da doença. O velório tem previsão para início a partir das 12h30min de hoje na Câmara Municipal de Campo Largo e às 17 horas será sepultado no Cemitério Municipal. Ele era carinhosamente chamado de Emidinho. Bastante conhecido na cidade, era filiado ao PMDB quando foi eleito prefeito de 1993 a 1996. Trazia a experiência de ter sido vereador entre 1989 a 1992.

Também foi secretário municipal de Governo, em 2007 e 2008 foi diretor técnico da Cocel e presidente da Companhia de 2013 a 2016. Em 2009 foi diretor da Comlar. Como prefeito, Emídio enfrentou graves crises econômicas nacionais e muitos problemas econômicos, como o Plano Bresser e o Plano Collor. Em uma entrevista à Folha em 2011, destacou algumas conquistas apesar das dificuldades na época: “Nós recebemos o Centro Médico inacabado, como um grande elefante branco.

Tivemos que terminar a obra e equipá-la, além de contratar pessoal para trabalhar”. Também concluiu o Caic, esteve envolvido na construção da Escola Municipal Primeiro de Maio e salas nas demais escolas municipais, ampliando o número de salas de aula à disposição das crianças. Destacou que realizou muitas obras na área de Saneamento Básico, dobrou a rede de esgotos da cidade e implantou a Estação de Tratamento de Esgotos do Botiatuva. De certa forma acabou sempre sendo envolvido na política, nem que fosse pelas rodas de conversa e apoio. Ele foi um dos grandes responsáveis pela coligação entre PMDB e PSB para as eleições de 2004, quando Edson Basso (então no PSB) foi eleito prefeito pelo primeiro mandato. Foi ele também quem articulou o apoio do na época Governador Roberto Requião à candidatura de Basso. Anos mais tarde ingressou no PSDC. Depois, passou a se dedicar ao restaurante Pescador, onde sempre mantinha contato próximo com os campo-larguenses.

Família Formado em Engenharia Civil, Emídio deixa um legado na cidade e também uma eterna saudade em que conviveu com ele, mas principalmente na esposa Jussara Zanlorenzi Pianaro e nos três filhos – Matheus, Fernando e Carolina, e netos. Em sua rede social, a filha e médica Carolina deixou uma emocionante homenagem ao pai:

E hoje meu pai se foi. Com ele, um pedaço de mim também se vai. Quanta luta, pai. Nos últimos meses sei que as coisas não iam muito bem. Eu te acompanhei em cada quimioterapia. Às vezes ia firme e forte, às vezes cambaleando. Mas lá estávamos nós. Em cada tomografia, resssonância, biópsias, consultas, internações… quanta coisa teve que passar. No caminho conversávamos sobre as meninas, as peripécias da Helena, as artes da Maria. Falávamos sobre a casa da praia, comida, restaurante, política. Tentava sempre achar algum assunto para não falarmos sobre o tratamento. Quanta fé, pai. A medalhinha de Nossa Senhora Aparecida sempre colocada dentro da sacola com os exames antes de mostrar à médica. O desejo que tudo estivesse melhorando. E assim fomos, lutando. Sei que já estava cansado, mas não desistia. Fui a última pessoa com quem conversou, quando ainda estava consciente. E isso ficou tão gravado em mim. Se eu soubesse que seria a última… Ah, pai… como eu queria e como pedi a Deus que tivéssemos mais um tempo. Mas talvez eu tenha dito e ouvido o mais importante naquele momento: Eu te amo, pai! Eu também, filha. Essas foram as nossas últimas palavras. Depois vieram dias e dias na UTI, tubos, bombas de infusão, respirador. Dias de melhora, dias de piora. Como eu desejei não ser médica, como eu queria não saber exatamente o que estava acontecendo.

Quantas lágrimas derramei. Quantas orações por você e por desconhecidos que ali também estavam na mesma situação. Pai, pedi a Deus que fizesse o melhor por você. O tempo vai me ajudar a amenizar esta dor. Prometo ficar bem e cuidar de tudo aqui. Vai com Deus e olha por nós lá de cima”.