VERSÃO IMPRESSA
anteriores
EM CAMPO LARGO 16º | 20º

Quinta-feira | 25 de Fevereiro de 2021 13:32
Quinta-feira | 25 de Fevereiro de 2021 13:32
VERSÃO IMPRESSA
EM CAMPO LARGO 16º | 20º

Por conta da pandemia, campanha anual para cadastrar novos doadores de medula óssea será no Hemepar

Realizada anualmente na terceira semana do mês de novembro, em 2020, este ano a ação irá até o dia 19 de dezembro no Hemepar. A organização abriu uma campanha específica para Campo Largo, chamada de Amigos do Eterno Juh, código 1077 e incentiva àqueles que podem doar

Por: Caroline Paulart
Realizada anualmente na terceira semana do mês de novembro, em 2020, por conta da pandemia da Covid-19, a 3ª Edição da Feira Saúde, Amor e Esperança não poderá acontecer na Praça Getúlio Vargas, como a organização previa no início do ano, no último dia 21, sábado.
 
Entretanto, para não deixar passar em branco, o Amigos do Eterno Juh está organizando uma movimentação virtual para que os campo-larguenses que puderem ir até o Hemepar façam a doação de sangue e realizem também o cadastro como doadores voluntários de medula óssea. 
“Junto ao Hemepar, nós abrimos uma campanha específica para Campo Largo, então quem for daqui pode informar que está participando do movimento Amigos do Eterno Juh, código 1077, para que ao final nós possamos saber quantas pessoas aderiram à ação. Essa campanha tem duração de pouco mais de um mês e vai do dia 16 de novembro até 19 de dezembro de 2020”, diz Raquel, uma das organizadoras. 
 
A data da abertura tem um significado muito especial para a família, pois foi o dia em que o Anderson Paulart Junior, o Juh, comemoraria seus 19 anos em 2020, mas faleceu em 2015 após sete anos de luta contra a Leucemia Linfoide Aguda. 
 
“Essa luta começou por ele e continua por tantas outras pessoas que ainda sofrem nos hospitais, seja pelo câncer e por um tratamento de quimioterapia, que precisa receber transfusões de sangue ou de transplantes de medula óssea, ou por aqueles que passam por cirurgias, sofrem acidentes, têm algum tipo de doença que precisam transfundir. A memória dele está viva nestas ações que fazemos e isso nos traz um pouco de conforto, apesar da imensa saudade que sentimos”, completa Anderson. 
 
Duas edições com sucesso
As duas feiras de saúde levaram a participação de centenas de campo-larguenses, sendo cadastradas mais de 600 pessoas na soma das edições, além de pessoas que não se cadastraram, mas prestigiaram o evento em si.
 
Além da presença do Hemepar, acontecia em conjunto uma Feira de Saúde, com stands, nos quais os visitantes assistiam à minipalestras com dicas sobre saúde e realizar exames rápidos, como aferição da pressão arterial, teste de glicemia, medição da porcentagem de gordura corporal, teste de fluxo expiratório, quick massage, teste da idade biológica e aconselhamento individual, em parceira com a Igreja Adventista do Sétimo Dia. Também havia exposição de motocicletas e participação de outros grupos parceiros. A feira ainda tinha o apoio da Prefeitura, que também participava com stands informativos.
 
“Como esse ano não podemos estar junto da população, que sempre nos acolhe tão bem, vamos aderir à live. Uma delas acontecerá no mês de dezembro, mês de combate ao câncer infanto-juvenil, com uma médica que vai explicar mais sobre a doença e como é o tratamento nas crianças e adolescentes. Essa live irá acontecer no Facebook do Amigos do Eterno Juh e teremos o apoio da Folha de Campo Largo na transmissão também. Temos mais ideias ainda, mas sem confirmação até o momento”, revela Raquel. 
 
 
Quem pode doar sangue e ser doador voluntário de medula óssea?
Por conta da pandemia, os interessados devem agendar suas doações de sangue no Hemepar por meio do site https://www.agendamento.pr.gov.br/age/pages/publico/agendarservico/escolhaServico.jsf?dswid=9502 ou do telefone (41) 3281-4000. O Hemepar está localizado na Tv. João Prosdócimo, 145 - Alto da XV, Curitiba. Por conta da pandemia, torna-se mais difícil oferecer transporte fretado aos interessados na doação, além isso a organização enfatiza a importância de manter os protocolos de segurança de prevenção à Covid-19. 
 
De acordo com o site do Hemepar, estão aptos a doar sangue pessoas que tenham entre 16 e 69 anos (menor de idade acompanhado pelo responsável legal), pesem mais de 51 quilos e estejam bem de saúde. Se precisar reagendar ou cancelar, consulte o agendamento e faça a alteração desejada.
 
No dia o doador deve comparecer à unidade em que fez o agendamento, estar descansado e alimentado (evite alimentos gordurosos quatro horas antes da doação), passará pelo cadastro do sistema, por triagem clínica e fará um exame de sangue rápido para garantir que não tem anemia. Se os critérios forem atendidos, então será encaminhado para a retirada de 450 ml de sangue. A doação dura em torno de uma hora. 
 
Caso queira se tornar um doador voluntário de medula óssea, informe na hora do cadastro e uma pequena amostra de sangue será coletada. 

 

173 visitas






Sua Opinião





Últimas Notícias