Quinta-feira | 20 de Janeiro de 2022 22:58
EM CAMPO LARGO 16º | 20º  
Saúde

Parceria inédita melhora financiamento e atendimento do Siate do Paraná

O Siate passa a ser regulado pelo sistema integrado ao SAMU, unificando a base de dados de atendimentos de Urgência e Emergência Estadual. Iniciativa vai ampliar e dar mais agilidade ao serviço prestado à população

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e a Secretaria de Segurança Pública, por meio do Corpo de Bombeiros, firmaram nesta quarta-feira (22) um termo de cooperação técnica para unir competências e responsabilidades pela manutenção do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) no Paraná. O documento foi assinado pelo secretário da Saúde, Beto Preto, e o comandante do Corpo de Bombeiros do Paraná, coronel Manoel Vasco de Figueiredo Júnior.

A iniciativa é definida como histórica. Agora, o Siate passa a ser regulado pelo sistema integrado ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), unificando a base de dados de atendimentos de Urgência e Emergência Estadual. Além disso, o serviço também foi inserido no contexto da Política Nacional de Atenção às Urgências definida por meio das legislações vigentes.

“O Siate e o Samu realizam um atendimento pré-hospitalar de primeira linha no Paraná e estes serviços garantem o resguardo da vida de milhares de paranaenses. Agora com a unificação de sistemas e regulação, reforçaremos ainda mais a proposta do governador Ratinho Junior de fortalecer a regionalização da Saúde”, afirmou Beto Preto.

“A Saúde e a Segurança estão em tratativas há mais de dois anos para legalizar este documento, que celebra 31 anos do Siate no Paraná, facilitando o apoio ao atendimento de Urgência e Emergência dos municípios”, disse o secretário.

O Siate foi criado em 1990, por meio de uma parceria entre a Secretaria da Segurança Pública, Instituto de Saúde do Paraná (Isep) e a prefeitura de Curitiba. Foi o primeiro sistema do gênero implantado no Brasil, servindo como referência para os demais estados.

PONTE – A inserção e reconhecimento nacional regularizam juridicamente a participação dos municípios no custeio de ações do serviço do Siate, permitindo que utilizem recursos do fundo municipal de Saúde.

“Sem dúvidas construímos uma ponte que não existia há muito tempo. Este termo é um diamante lapidado entre a Saúde e a Segurança Pública, olhando para o futuro não só na parte de regularização, mas também de expansão do atendimento”, afirmou o coordenador do Siate, major Marcos Adolpho Frederick Moro Galeazzi.

“A partir de agora os municípios que não tinham termo terão também a regulação e o protocolo, criando um padrão do serviço no Estado”, reforçou.

Com o termo de cooperação assinado em âmbito estadual, 67 municípios poderão firmar suas parcerias regionalizadas para oferta do serviço de maneira mais facilitada. Isso garante um tratamento de equidade, normatização e unificação de protocolos a todos os Siates do Paraná.

“O Corpo de Bombeiros, por meio do Siate amplia os seus atendimentos e esse convênio faz com que os municípios realizem a adesão de uma forma mais rápida, dando amplitude e trazendo um caráter jurídico muito importante para as autoridades”, afirmou o coronel Manoel Vasco de Figueiredo Júnior.

OCORRÊNCIAS – O Corpo de Bombeiros, responsável pelo gerenciamento do Siate no Paraná, registra em média 42 mil ocorrências por mês em todo o Estado, somando mais de meio milhão de atendimentos ao ano.

Com a integração de sistemas, o operador que recebe a ocorrência poderá visualizar quantas ambulâncias estão em funcionamento naquele momento, tanto do Siate quanto do Samu, viabilizando um atendimento mais unificado.

REFORÇO – Em 2018, o Paraná contava com 75 ambulâncias para atendimento ao Siate. Desde então, o Governo do Estado ampliou a frota de Urgência e Emergência e atualmente o serviço dispõe de 92 ambulâncias de resgate.

“É um momento histórico, o Corpo de Bombeiros se aproxima da Saúde com o objetivo de ampliar os serviços para a população. Essa parceria com o Samu só tende a melhorar os atendimentos prestados à população paranaense”, acrescentou o comandante.

PRESENÇAS – Participaram da assinatura o chefe de gabinete da Secretaria da Saúde, César Neves; o diretor de Gestão em Saúde da Sesa, Vinícius Filipak; e a gerente de Atenção à Urgência, Giovana Fratin.