VERSÃO IMPRESSA
anteriores
EM CAMPO LARGO 16º | 20º

Sábado | 27 de Fevereiro de 2021 18:00
Sábado | 27 de Fevereiro de 2021 18:00
VERSÃO IMPRESSA
EM CAMPO LARGO 16º | 20º

Como vereador eleito, André Gabardo afirma que Executivo e Legislativo precisam caminhar juntos

“Precisa ter mais união e fortalecimento dos grupos políticos, quebrar isso de ter situação e oposição. O Legislativo e Executivo devem caminhar juntos em prol da sociedade", enfatiza André Gabardo, do Partido Podemos, do qual fazem parte os três senadores do Paraná – Álvaro Dias, Flávio Arns e Oriovisto Guimarães.

Por: Danielli Artigas de Oliveira

“Precisa ter mais união e fortalecimento dos grupos políticos, quebrar isso de ter situação e oposição. O Legislativo e Executivo devem caminhar juntos em prol da sociedade. Importante também que os vereadores tenham bastante diálogo entre si. Estou bem otimista em relação aos vereadores eleitos, será um mandato de muito diálogo e conquistas”, declara o vereador eleito André Gabardo, que diz sempre ter gostado da política apartidária.

Entre suas propostas de campanha está a transparência do mandato, em que seus projetos e decisões serão comunicadas para os cidadãos, prestando contas do que está acontecendo. Vai elaborar projetos para que o cidadão consiga dialogar de forma mais fácil com o serviço público, facilitando a desburocratização dos serviços. Entre seus projetos, quer fortalecer a educação integral no município.

André é do Podemos, partido do qual fazem parte os três senadores do Paraná – Álvaro Dias, Flávio Arns e Oriovisto Guimarães. “Primeira vez na história que os três senadores estão no mesmo partido”, destaca, comentando que isso dá uma visibilidade maior ao partido e que com isso ele tem contato direto com os senadores, como também grande apoio do partido para buscar recursos para a cidade.

Formado em Direito, foi professor de Inglês por 12 anos e há cinco anos abriu sua própria escola de idiomas. Por 12 anos André atuou na equipe pastoral da Igreja Presbiteriana Independente do Itaqui, função da qual se desligou para seguir vida pública. “Foi uma decisão pessoal, vi que era o momento de contribuir mais com a cidade. Continuo na Igreja, mas não com essa atribuição. Sempre acompanhei a política e entendo que é o caminho mais direto para conseguir fazer algo pela população. Dependemos da política no dia a dia e esse era o momento de me entregar e contribuir com a cidade”, enfatiza ele.

Nunca atuou na vida pública, mas é filho de Gerson Gabardo, que já foi vereador e assumiu cargos públicos. Acompanhando a trajetória do pai, sempre esteve bastante envolvido em política. Diz que foi eleito na maioria por votos de eleitores da região central, como também empresários e pessoas que acreditam na renovação - foram 1.011 votos. Primeira vez candidato, teve grande aceitação durante a campanha e conseguiu se comunicar de forma mais ativa principalmente com as pessoas que querem renovação, devido ao momento político que o país atravessa.

187 visitas






Sua Opinião