Quinta-feira | 20 de Janeiro de 2022 23:42
EM CAMPO LARGO 16º | 20º  
Opinião

Desacelerar em 2021 para ter energia em 2022

Você se sente esgotado durante o final do ano? Parece que a quantidade de demandas existentes ultrapassam - e muito - o tempo disponível para resolvê-las.

Você se sente esgotado durante o final do ano? Parece que a quantidade de demandas existentes ultrapassam - e muito - o tempo disponível para resolvê-las. Um dia é uma entrega no trabalho, reuniões, organização das festas de fim de ano, viagens - para quem tem essa oportunidade - tantas coisas ao encargo de uma só pessoa, que parece impossível solucionar tudo. Ainda entram as cobranças que vêm de si mesmo, por metas propostas e por algum motivo não realizadas em 2021.

Um ano complexo e com muitos acontecimentos, é normal que nos sintamos mais sobrecarregados. Porém, não é possível resolver todas as pendências de 2021 - e quem sabe de anos passados também - em poucos menos de 15 dias que faltam para que um novo capítulo se inicie nesta jornada. Na verdade, um dos maiores segredos talvez seja exatamente esse, usar o mês de dezembro para desacelerar, para ter energia e serenidade ao entrar em 2022.

Todos os momentos da nossa vida são únicos e a atmosfera que este mês propõe, desde o seu início até o final, é justamente um convite a uma reflexão, se entregar às demandas de trabalhos excessivos podem fazer com que você se torne cada vez mais cego ao que acontece ao seu redor e viva uma vida automática.

Reúna-se com seus amigos, colegas de trabalho e aproveite aquele momento; deixe o seu celular de lado, desfrute das companhias e experiências boas que podem ser compartilhadas naquele momento. Sua família não precisa de grandes festas de Natal ou Ano Novo, ceias cheias de alimentos sobre a mesa. Vivemos em uma época onde fartura é compartilhar o pão com o próximo e ensinar desde pequeno o caminho para a solidariedade; os maiores presentes são os momentos únicos vividos no chão da sala, brincando com os filhos até cansar. São risadas, olhares e a admiração que ficarão para sempre marcados na vida da sua família. É sobre refletir, se for da sua fé, orar, pedir encaminhamentos, fazendo tudo com o coração mais sincero e entregue que se pode ter.

Se desprender das coisas terrenas, do excesso de trabalho - que hoje é quase um sinônimo de glória dizer que trabalhou 12, 15 horas seguidas, embora a saúde anote na conta para cobrar mais tarde - não é uma tarefa fácil. Quem sabe precisaremos de um ano inteiro para conseguir somente começar a dar os primeiros passos nesta caminhada tão intensa. Quem sabe, se você se propor neste novo ano que logo chegará a dar mais tempo para você, outras metas de anos anteriores sejam atendidas de maneira mais “fácil”. Quando você  cuida de si mesmo, está protegendo sua saúde, seus estudos, sua família, seu círculo de amizades, sua fé. Não se negligencie, apenas se proponha.