Sábado | 12 de Junho de 2021 22:47
EM CAMPO LARGO 16º | 20º  
Geral

Instituto SOS 4Patas possui altos valores de dívidas e animais disponíveis para adoção

A Ong campo-larguense recebe diariamente inúmeros pedidos de socorro e denúncias de maus tratos; mais de 200 animais aguardam um novo lar por meio da adoção consciente

Quem possui redes sociais e segue o trabalho do Instituto SOS 4Patas fica impressionado com os casos de resgates de animais realizados. A Ong campo-larguense, que se dedica há alguns anos ao trabalho de recuperar animais que estejam abandonados, em situação de maus tratos ou perigo eminente, hoje também pede a atenção e ajuda dos conterrâneos.

Por conta dos tratamentos dados aos animais resgatados, que incluem o transporte, exames, avaliações veterinárias, medicamentos, cirurgias, internamentos, hospedagem em hotéis – pois o Instituto SOS 4Patas ainda não possui uma sede própria –, a conta chega a valores bastante altos. “Nós estamos terminando de pagar as contas de fevereiro e março. Pagamos, é claro, dívidas mais urgentes, como a clínica, a ração, a hospedagem dos animais, mas somente no mês de fevereiro e março as contas chegaram a R$ 110 mil. Tudo isso por conta dos resgastes que fazemos, pois salvamos animais que estão correndo risco de vida e damos a eles uma vida nova. Ainda que contamos com descontos especiais por sermos Ong e atuarmos sem fins lucrativos”, explica Mari Mazzon, fundadora do Instituto.

Somente nesta semana, em Campo Largo, foram resgatados 12 filhotes abandonados dentro de uma mochila, que Mari conta que ainda nem tinham aberto os olhos e estão sendo mantidos na mamadeira. Além disso, foram resgatados cães adultos no lixão, outro que levou uma paulada na cabeça, outro atropelado e mais um abandonado com diagnóstico de tumor no pênis. Atualmente, mais de 200 animais aguardam um novo lar para morar no Instituto SOS 4Patas.

Grande parte dos contatos feitos com o Instituto SOS 4Patas é para denúncias, e por isso foi necessário criar um canal próprio para isso, por meio do telefone (41) 98777-1328. “Na maioria dessas nós trabalhamos com a orientação para os donos dos animais. Também recebemos em muitos casos os pedidos de socorro, que são de cães abandonados na rua e que estão doentes. Nos casos de prisão que participamos, nós somos acompanhados das autoridades, pela Guarda Municipal de Campo Largo e Delegacia de Meio Ambiente de Curitiba”, comenta.

“Nós analisamos a denúncia e vamos até o local. Se constatar os maus tratos, fazemos a retirada do animal e a autoridade entra com a parte dela, levando até mesmo à prisão em determinadas situações. Porém, o Judiciário tem soltado antes mesmo de tirar o animal da clínica. Nós avaliamos o animal, levamos ele até um médico veterinário e todos passam por exames, cirurgia quando necessário e tratamento de qualidade, para garantir uma vida com saúde. Nós pegamos casos extremos, críticos mesmo, que resultam em tratamentos longos, que precisam de transfusão de sangue, medicamentos, fisioterapia e outros para a alta. Então precisamos gastar muito para a recuperação deles. Depois eles vão para o hotel, pois não temos sede própria, então estamos com um alto valor em dívidas também, até serem adotados, quando são, pois muitos estão lá há bastante tempo”, comenta.

Adoção consciente
A adoção incentivada pelo Instituto é a consciente. Quando o interessado entra em contato, por meio do canal específico, que é o (41) 98729-2170, é pedido para ele preencher um questionário, enviar fotos do espaço que o animal irá ficar e que ele terá para viver e os voluntários fazem a entrega do animal para o novo lar.

A SOS 4Patas conta agora também com o Instagram @adocaosos4patas.parana que também traz casos, histórias de adoção e animais disponíveis para um novo lar.

Consequência emocional
Por conta do alto número de resgates, que não escolhem data e hora para acontecer, Mari comenta que o esgotamento mental e emocional já está batendo forte, realizando um trabalho que impacta em toda a sociedade. “É bem difícil participar, ver os animais nesta situação lamentável. Eu estou esgotada, meu cansaço mental e físico estão muito altos, nós lutamos muito, muitas vezes tenho que me controlar nos resgates para não brigar e discutir. É uma revolta muito grande. Além disso, é muito cansativo ter que depender de doações sempre para conseguir fazer o nosso trabalho, e eu sinto que as pessoas cobram e esperam muito de nós, embora não recebemos nada do governo para fazer. É sempre uma batalha, cada dia uma luta”, desabafa.

Parcerias com empresas e doações
A Ong está disponível para realizar parcerias com empresas dispostas a abraçar a causa animal. Para mais informações entre em contato pelo telefone (41) 98729-2170.
Para ajudar ou adotar um animal, entre em contato pelo Instagram @sos4patas.parana, facebook.com/sos4patasparana ou pelo telefone (41) 98729-2170. Doações pelo Banco Bradesco Agência 1886 conta 49916-1 CNPJ 40.911.164/0001-95 (mesmo número para Pix). Para saber outras formas de doar, solicite junto à SOS 4 Patas.