Sexta-feira | 16 de Abril de 2021 23:11
EM CAMPO LARGO 16º | 20º  
Geral

Governador Carlos Massa Ratinho Junior anuncia novas medidas restritivas válidas para o Paraná

"A nossa média tinha até 40 pessoas por dia esperando uma vaga de um leito dentro da normalidade. Do dia 10 de fevereiro para cá, esse número saltou de 40 para 450 pessoas média/dia em espera. Hoje, 26, chegamos a 578. A nossa decisão em ter uma restrição maior na circulação de pessoas é para tentar conter a velocidade dessas novas cepas de vírus", disse. Saiba quais são as novas medidas

O governador Carlos Massa Ratinho Junior apresentou, no Palácio Iguaçu, um panorama do cenário da pandemia no Estado e anunciou novas medidas de enfrentamento ao coronavírus, durante a manhã desta sexta-feira (26).

“Nós estamos no pior momento deste o início da pandemia. Desde o início fizemos o planejamento estratégico para o atendimento, o Paraná em um ano foi referência em compra de equipamentos de qualidade e com preço justo. Não deixamos faltar EPIs e medicamentos. Enfim, essa nova cepa que chegou no Brasil, que chegou no Amazonas e se espalhou, fez com que a infecção tomasse uma proporção além da normalidade esperada pela Secretaria de Saúde. A nossa média tinha até 40 pessoas por dia esperando uma vaga de um leito dentro da normalidade. Do dia 10 de fevereiro para cá, esse número saltou de 40 para 450 pessoas média/dia em espera. Hoje, 26, chegamos a 578. A nossa decisão em ter uma restrição maior na circulação de pessoas é para tentar conter a velocidade dessas novas cepas de vírus, para o sistema suportar e conseguir dar um atendimento de qualidade para os paranaenses”, declarou o governador.

O governador já havia convocado na noite desta quinta-feira (25) duas reuniões virtuais de emergência para discutir o cenário da pandemia da Covid-19 e novas medidas restritivas para serem apresentadas para a sociedade nesta sexta-feira (26). Uma foi com os prefeitos dos cinco maiores municípios do Paraná e a outra com todos os presidentes das associações municipais, que congregam as 399 cidades do Estado.

 

O que diz o decreto

Novas medidas restritivas de acordo com o decreto estadual passam a valer a partir das 00h do dia 27 de fevereiro de 2021 e são válidas até as 05h do dia 08 de março de 2021. Estão suspensas atividades de funcionamento de serviços e não essenciais. Também está prevista a circulação de pessoas em espaços e vias públicas das 20h às 05h, além da proibição de comercialização e consumo de bebidas alcoólicas em espaços de uso público ou coletivo no período das 20h às 05h.

Entre essa data ficam suspensas ainda as aulas presenciais em escolas estaduais públicas e privadas, inclusive nas entidades conveniadas com o Estado do Paraná, cursos técnicos e em universidades públicas e privadas. Deverá haver adequação de expediente aos trabalhadores aos horários de proibição provisória de circulação definidos neste Decreto.

As atividades religiosas devem ser realizadas somente de maneira on-line e com atendimento individual.

Os órgãos do Estado do Paraná trabalharão em regime de teletrabalho. Deve haver priorização da substituição do regime de trabalho presencial para o teletrabalho, quando possível.

Estão permitidos delivery, drive-thru e take away.

Haverá intensificação da fiscalização para cumprimento das medidas.

 

Saúde e novos leitos

O Decreto também aponta para novos leitos e decisões quanto à Saúde Pública. Haverá suspensão das cirurgias eletivas por 30 dias para unidades públicas e privadas. O objetivo é assegurar estoque de medicamento anestésico e reduzir demanda por leitos hospitalares.

Está prevista a abertura de novos leitos entre os dias 22/02 a 01/03, sendo 99 leitos de UTI e 153 leitos clínicos.

 

Campo Largo

A Prefeitura de Campo Largo ainda não se pronunciou oficialmente sobre o novo decreto do Estado do Paraná, mas de acordo com informações extraoficiais, haverá uma reunião ainda na tarde desta sexta-feira para acertar todos os pontos e então um pronunciamento oficial do município.

No final da tarde desta quinta-feira, o prefeito Maurício Rivabem realizou uma live com as secretárias da Educação, Dorotea Stoco e da Saúde Danielle Fedalto, na qual foi abordado o assunto do retorno das aulas presenciais, no modelo híbrido.

Durante a live, a secretária Danielle explicou que há uma semana os casos aumentaram e a taxa de ocupação de leitos também subiu, inclusive chegando a 100% no Hospital do Rocio e ressaltou que os profissionais já se encontram esgotados, bem como reforçou a necessidade da população manter os cuidados e evitar aglomerações.

O prefeito Maurício Rivabem disse durante a live que há uma preocupação grande com os números e as informações que chegam diariamente, ainda que não refletem o que está por vir no Carnaval. “Nós vamos manter por hora as aulas somente remotas. Não vamos ter aulas presenciais. Nós iremos reavaliar os números o futuro breve a possibilidade do retorno, mas iremos preservar a vida. Essa é a nossa determinação. A partir de segunda-feira os pais não devem mandar os seus filhos para as salas de aula.”