Sábado | 23 de Outubro de 2021 08:20
EM CAMPO LARGO 16º | 20º  
Geral

"Disney dos Negócios": campo-larguense fala sobre experiência na Expo Dubai 2020

Heloisa Garrett fala que é fantástica a possibilidade de expansão de mercado

“A experiência aqui é muita única. Nós fomos ontem [domingo] no primeiro dia para negócios. Domingo aqui é como se fosse segunda-feira para nós, um dia de trabalho. Falam que aqui é ‘Disney dos Negócios’, é incrível. A feira é fantástica, participam pessoas do mundo inteiro, cerca de 200 países. Vê pessoas falando todas as línguas aqui e tem um marketplace da feira em que nós podemos nos conectar com as pessoas e fazer negócios por ali. Uma feira super futurista, parece filme de ficção, surpreendente.”

A declaração é da campo-larguense Heloisa Garrett, presidente do Lide - Grupo de Líderes Empresariais no Paraná. Heloisa conta que com o Lide foi um grupo de 20 empresários filiados – segmento de energia, mercado de luxo, indústria de aerossol, tecnologia, startups, investimentos, trades de exportação, alimentos, construção civil e infraestrutura. Também em Dubai encontrou com outros filiados e grandes empresas do Brasil. Só lamentou que o pavilhão do Brasil é um cubo branco que não diz nada do que é o País. Lá Heloisa também encontrou com um casal que é de Campo Largo e atualmente tem empresa em Dubai, como também com uma campo-larguense que é aeromoça da Emirates e trabalha para a família real. O Expo Dubai 2020, realizada nos Emirados Árabes Unidos, é o maior evento mundial desde o início da pandemia da Covid-19.

O evento, de US$ 7 bilhões, foi inaugurado oficialmente pelo príncipe-herdeiro de Dubai, xeque Mohamed bin Rashid Al Maktum e é a primeira exposição universal deste porte realizada no Oriente Médio. Todos os participantes precisam estar vacinados ou apresentar teste recente de PCR negativo. “O Governo do Estado está promovendo dois dias de Paraná Business, onde estão apresentando oportunidades de negócios para outros mercados. Na manhã de segunda-feira tivemos algumas palestras sobre zona franca de comércio, então tem muitas possibilidades de trazer empresas pra cá, que é um grande hub logístico para África e Ásia. Dão muitas facilidades para trazer operação do Brasil para cá e escoar a produção via Emirados Árabes. São fantásticas as possibilidades. Dubai está a 8 horas de qualquer lugar do mundo, uma facilidade”, detalha a presidente do Lide. Segundo ela, 89% da população dos Emirados são pessoas de outros países. “Muito cosmopolita e são muito receptivos, não ter entraves culturais, querem fazer negócios com o mundo.

Estão muito dispostos a receber bem. Além disso, tem falta de muita coisa por ser uma área de deserto e estão muito abertos a negócios, têm necessidade de tudo e importam muito. É fantástica possibilidade de expansão de mercado, de olhar para outros mundos, outras culturas e estão surgindo negócios para dentro do Brasil também, de empresas que não se conheciam mesmo próximas e aqui tiveram oportunidade de estreitar relações, trocando experiências. O Lide vai abrir estas portas também para empresas que ficaram no Brasil”, relata.