Sabado às 15 de Junho de 2024 às 06:56:26
Geral

Maio Laranja abre debate para conscientização e prevenção da violência e abuso sexual contra crianças

Um mês dedicado ao enfrentamento da violência contra crianças e adolescentes. A cada hora três crianças são abusadas no Brasil.

Maio Laranja abre debate para conscientização e prevenção da violência e abuso sexual contra crianças

No último dia 22 de maio, na Casa da Cultura, aconteceu um evento mostrando as atividades do Maio Laranja, um mês dedicado ao enfrentamento da violência contra crianças e adolescentes. A cada hora três crianças são abusadas no Brasil. Cerca de 51% tem entre 01 a 05 anos. Todos os anos, 500 mil crianças e adolescentes são explorados sexualmente no país e há dados que sugerem que somente 7,5% dos casos chegam a ser denunciados às autoridades, ou seja, estes números, na verdade são muito maiores.

Maurício Cunha, diretor nacional da ChildFund Brasil, uma organização social com 57 anos de atuação no país e que atende diretamente 85 mil crianças, ressaltou a importância do Maio Laranja. “Este mês traz uma pauta fundamental para a sociedade que é o enfrentamento da violência contra a criança. Infelizmente, no Brasil, esse é o público vulnerável que mais sofre violência e violação de direitos”.

O evento contou com uma programação diferente, quando autoridades locais, educadores, estudantes e profissionais da área da saúde estiveram presentes para entender mais sobre o assunto e debater. Durante a conversa, Maurício abordou o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), sobre avanços nos direitos e proteção de crianças e de adolescentes. Um dos pontos citados foi de que no ano passado, mais da metade das denúncias realizadas no Disque 100 referiam-se à violência contra crianças, superando todos os outros grupos vulneráveis.

A situação torna-se ainda mais preocupante quando se considera que 80% dessas violências ocorrem no ambiente doméstico. “Isso nos mostra a urgência de ações preventivas e educativas, não apenas para as crianças, mas também para as famílias e toda a comunidade”, enfatizou Maurício.