Domingo às 03 de Julho de 2022 às 08:31:30
EM CAMPO LARGO 12º | 25º
Policial

Professor agride aluno com tapa na cara dentro de sala de aula

"Uma sindicância sobre o caso será aberta e o profissional deve ser afastado durante o processo"

Professor agride aluno com tapa na cara dentro de sala de aula

Matéria: RODRIGO SCHIEVENIN e DOUGLAS PIMENTEL - BANDA B

Um aluno de apenas 13 anos, da escola estadual Dr. Leniro Ribeiro Bittencourt, em Campo Largo, Região Metropolitana de Curitiba, foi agredido por um professor nesta terça-feira (21). Câmeras de monitoramento instaladas na sala registraram o momento em que o homem dá um tapa no rosto do menino durante uma aula.

O pai da vítima, que é guarda municipal de Curitiba, disse em entrevista à Banda B que após o episódio recebeu uma ligação do colégio.

“Ligaram pra mim dizendo que meu filho estava muito nervoso. Chegando lá, a pedagoga e a diretora falaram que constataram pelas imagens que o professor agrediu meu filho. Na minha frente, o professor admitiu que deu o tapa, mas disse que foi sem querer”, afirmou o pai."

O pai do menino ligou para a Guarda Municipal de Campo Largo e denunciou o caso. A viatura foi até a escola e conduziu os dois para a delegacia. Um boletim de ocorrência sobre o episódio foi registrado.

“Saindo da delegacia fui até o Conselho Tutelar e fiz um procedimento. Falaram que vão mandar o caso para o Ministério Público apurar e a escola tomar as providências. Também liguei para a Secretaria de Educação para reclamar”, contou o pai."

Histórico

Ainda segundo o pai, o professor já tinha um histórico de agressões verbais contra alunos, porém nada nunca havia sido feito contra isso.

“Os outros pais e alunos tem medo de levar pra frente. Nas imagens, dá pra ver que ele mexe com meu filho, reclama com ele e diz ‘ah seu frouxo’, algo assim, meu filho retruca, ele pede pra ele repetir, meu filho repete e ele dá o tapa. Tô muito revoltado com isso”, relata o agente da Guarda Municipal da capital."

Após divulgação dos fatos o professor se manifestou para o Portal Banda B:

À Banda B, o profissional da educação preferiu não ser identificado e deu mais detalhes do que teria acontecido no momento registrado pela câmera de segurança instalada na sala.

“Nesse dia a turma toda estava fazendo uma atividade e eu percebi que ele não estava fazendo e faltava 10 minutos pra acabar a aula. Passei por ele e disse pra ele fazer a atividade. Ele me respondeu ‘vai se fu***‘. Eu voltei pra carteira dele e pedi pra ele repetir. Ele disse ‘professor vai se fu***'”, relatou o professor.

Nesse momento, o docente teria levado as costas da mão esquerda em direção ao garoto para tocar o ombro do aluno e conduzi-lo até a sala da direção da escola. 

“O gesto foi rápido, ele dá um pulinho como se tivesse assustado achando que eu fosse dar um tapa. Eu toco com as costas da mão na mão dele e uma ponta do dedo relou no queixo dele”, continua.

 

Secretaria da Educação

Em nota, o Núcleo Regional de Educação (NRE) Área Metropolitana Sul diz que recebeu a denúncia do episódio via ouvidoria nesta quarta-feira (22) e já está a par do caso, ouvindo os envolvidos e a direção da escola.

“O NRE deve formalizar até amanhã a abertura de uma sindicância e o afastamento do profissional durante o processo – um procedimento padrão em casos como esse”, explica o texto.

A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed-PR) ressalta ainda que não tolera qualquer tipo de comportamento violento dentro das instituições de ensino do Paraná.

Imagem: REPRODUÇÃO