Domingo às 03 de Julho de 2022 às 09:47:46
EM CAMPO LARGO 12º | 26º
Geral

Cerca de seis mil itens à venda no Mega Bazar Anual Fraternidade da Capulana

Será realizado neste sábado (07) – véspera do Dia das Mães – o Mega Bazar Anual Fraternidade Capulana, no Clube União Campolarguense, das 08h às 18h.

Cerca de seis mil itens à venda no Mega  Bazar Anual Fraternidade da Capulana

Será realizado neste sábado (07) – véspera do Dia das Mães – o Mega Bazar Anual Fraternidade Capulana, no Clube União Campolarguense, das 08h às 18h. São aproximadamente seis mil itens, previamente selecionados para garantir a qualidade de sempre,  vendidos a partir de R$ 5.

Entre os produtos usados à venda estão calçados, brinquedos, eletrônicos, decoração, acessórios, outros produtos variados e muita, muita roupa feminina, masculina e infantil. Todo o valor arrecadado será utilizado para manutenção dos projetos sociais e educacionais da ONG, em Moçambique e no Brasil, que funciona na cidade de Campo Largo.

Para saber em primeira mão o que terá à venda nessa edição e para não perder as próximas datas, a Fraternidade da Capulana possui um grupo no Facebook com o nome de Bazar Fraternidade da Capulana. Mais informações sobre o bazar nas redes sociais: @fraternidadedacapulana ou pelo WhatsApp (41)99232-9999

Fraternidade em números
A Fraternidade Capulana divulgou quais são as principais metas da ONG estipuladas para 2022. Em Campo Largo, por exemplo, visam beneficiar através do Projeto CataLuz, cerca de 100 pessoas que atuam com coleta de material para reciclagem e suas famílias, viabilizando melhores condições de renda, fornecendo equipamento EPI e vestimentas adequadas para realização da profissão.

Ainda pretendem entregar dez carrinhos novos para catadores de recicláveis, maiores e mais leves, oferecendo melhores condições de trabalho, realizar palestras para no mínimo 500 crianças em idade escolar, sobre a necessidade de praticar a reciclagem, a responsabilidade de cada um de nós em relação ao lixo que produzimos e a valorização do profissional, assim como do papel desempenhado por eles ao fazerem coleta dos recicláveis.
A ONG se preocupa ainda com o apoio e trabalho em campo fazendo a entrega de 3.000 marmitas às pessoas em situação de rua, junto ao projeto De Todo o Coração, visando estreitar relacionamento, entender as necessidades de cada um e então buscar formas para auxílio e/ou direcionamento aos que desejarem reabilitação, voltar para suas famílias ou apenas retomarem suas vidas. O fornecimento de 500 refeições e também 500 kits higiênicos contendo itens como sabonete, shampoo, condicionador, barbeador, desodorante, meias, toucas, escovas/creme dental e outros, proporcionando condições básicas de higiene e incentivando a retomada de hábitos para convívio em sociedade.

Há ainda o fornecimento de 300 cestas básicas aos trabalhadores beneficiários dos projetos, visando contribuir para as despesas mensais e também no amparo às família necessitadas, em especial haitianas/venezuelanas de nossa cidade; também o fornecimento de 30 kits contendo todo o material escolar solicitado pelas escolas para início do ano letivo de crianças carentes e 50 kits menores com itens essenciais. A distribuição de 200 latas de fórmulas infantis aos hospitais, creches, casas lares, com foco principal nas destinadas às crianças com restrições alimentares.

Como atua com braço forte em Moçambique, na África, pretende finalizar a primeira fase da construção do Orfanato Vila das Crianças, para atendimento a 48 crianças órfãs em parceria com a Soul Frater - ONG de Portugal. A manutenção das despesas de pelo menos 24 órfãos acolhidos no orfanato, oferecendo alimentação adequada, saúde, higiene, lazer e principalmente educação.
Estabelece como meta também a construção de tendas/salas de aula para atendimento a 150 crianças que estudam debaixo de árvores, para que não tenham suas aulas suspensas durante o período habitual de chuvas da região de Buzi e a reconstrução da pré-escola  Dona Graça, em Inhambane para atendimento de 60 crianças carentes da região, em parceria com a escola Nhapúpwè e visando a continuidade da educação das crianças elegíveis.

Ainda a melhorias na escola Cheenguene, onde parte do telhado foi destruído pelas fortes chuvas, para atendimento a 100 crianças e a manutenção do projeto Capulanas do Amanhã, que mantém oito crianças na escola particular Nhapúpwè, sob acompanhamento profissional e/ou curso de línguas/práticas esportivas, visando a formação de adultos inseridos na sociedade local, aptos a mudarem seus destinos e darem continuidade ao projeto apoiando outras crianças órfãs da região.