VERSÃO IMPRESSA
anteriores
EM CAMPO LARGO 15º | 25º

Sábado | 24 de Outubro de 2020 05:30
Sábado | 24 de Outubro de 2020 05:30
VERSÃO IMPRESSA
EM CAMPO LARGO 15º | 25º

VAI UM CAFEZINHO AÍ!!?? 01/10/2015


Por: Ana Lúcia

01/10/2015

A maioria das pessoas fala sobre o efeito estimulante do café, que se deve à presença de cafeína.                                                                                                                                     

A cafeína é um composto químico, classificado como alcaloide, pertencente ao grupo das xantinas, sendo o componente do café mais conhecido. “Seus principais efeitos que apresentam comprovação científica são: efeito estimulante do sistema nervoso central, diminuição do sono e estimulante do músculo cardíaco”, diz.

Os principais benefícios da cafeína, são:
•Estímulo do sistema nervoso central (aumentando o estado de alerta do indivíduo).
•Estímulo do músculo cardíaco.
•Melhora da funcionalidade cognitiva.
•Estudos mostram que em modelos experimentais de doenças neurodegenerativas, incluindo as doenças de Parkinson e Alzheimer, a cafeína apresentaria um efeito neuroprotetor.
•Alguns estudos in vitro têm demonstrado atividade antioxidante da cafeína – o que a tornaria um protetor em potencial contra os efeitos deletérios causados no sistema cardiovascular.

Em contrapartida, alguns estudos também sugerem que o consumo regular de café pode estar relacionado com o risco de hipertensão. Porém, não é bem estabelecido o mecanismo. Acredita-se que a cafeína no sistema cardiovascular produza aumento agudo do débito cardíaco e vasoconstrição das artérias – o que poderia levar a elevação da pressão arterial.

Sabendo que a cafeína não está presente somente no café, mas também em outros alimentos comumente consumidos (como chá, chocolate etc.), vale se atentar ao fato de que o excesso desse composto químico pode oferecer riscos à saúde.

Um dos principais sintomas do excesso de cafeína são quadros de insônia e agitação mental. O indivíduo ainda pode sentir aumento do ritmo cardíaco .

O excesso de cafeína pode levar ao aumento da diurese (aumento do volume de urina), náuseas, dores de cabeça, dores estomacais e diminuição da densidade óssea.

Em contrapartida - Pesquisas mostram que o consumo moderado de café por adultos pode ser benéfico e tem sido associado à prevenção de doenças crônicas não transmissíveis. Vários estudos mostram efeitos positivos da cafeína sobre a redução da tolerância à glicose e do aumento da sensibilidade à insulina devido ao aumento da expressão de GLUT-4 (sinalizador da entrada de glicose na célula).
 

1038 visitas






Sua Opinião