VERSÃO IMPRESSA
anteriores
EM CAMPO LARGO 15º | 25º

Sábado | 24 de Outubro de 2020 02:48
Sábado | 24 de Outubro de 2020 02:48
VERSÃO IMPRESSA
EM CAMPO LARGO 15º | 25º

Alimentos Infantis Industrializados

Alimentos Infantis Industrializados

Por: Sidney de Oliveira Salles

No momento de introduzir alimentos na dieta dos bebês e até mesmo das crianças maiores, algumas mães acabam optando pela praticidade dos alimentos industrializados.

Essas comidas oferecem algumas vantagens:

- É segura, e em geral, preparada sem excesso de sal e açúcar;

- E bastante prática, não exigindo o preparo de refeições específicas;

- É feita com alimentos de qualidade e apresenta bom valor nutricional.

Por outro lado, existem alguns inconvenientes na utilização desses alimentos:

- Pouco incentivo ao bebê em relação à mastigação e habilidade de comer sozinho;

- Quando servida na própria embalagem, não demonstra à criança o conceito correto da alimentação, podendo induzir a mesma a se alimentar sempre no “potinho”, o que não é correto, pois diminui o conhecimento sobre as variedades alimentares;

- Apresenta valor nutricional reduzido em relação a alimentos frescos;

- Algumas contém conservantes, que atualmente leva a polêmicas quanto à segurança alimentar;

- Apresentam alto custo;

De qualquer forma, a mãe que optar pelo uso desses tipos de alimentos, nunca deve guardar restos de comidas se a criança não comer tudo, pois a saliva remanescente na colher pode transmitir bactérias para a comida e estragá-la. Além disso, a comida industrializada não é muito saborosa, mas, mesmo assim, não deve ser temperada com sal, que em excesso pode acarretar problemas de saúde ao bebê.

9230 visitas






Sua Opinião