VERSÃO IMPRESSA
anteriores
EM CAMPO LARGO 15º | 25º

Sábado | 24 de Outubro de 2020 09:36
Sábado | 24 de Outubro de 2020 09:36
VERSÃO IMPRESSA
EM CAMPO LARGO 15º | 25º

ALIMENTOS ANTI INFLAMATÓRIOS 09/04/2015


Por: Ana Lúcia

09/04/2015

Nesses alimentos contêm substâncias que produzem efeitos metabólicos e fisiológicos contra fatores oxidantes e inflamatórios gerados por exposição à poluição, corantes, conservantes, agrotóxicos, desordens alimentares, fumo, uso de bebida alcoólica, medicamentos, entre outros.

Esse tipo de alimento auxilia na redução de risco ou na prevenção de doenças crônico-degenerativas. Os melhores exemplos são as frutas, os legumes, as verduras e as ervas aromáticas. Dentre eles, podem ser destacados linhaça, alho, uvas e frutas vermelhas, vegetais verde-escuros e açafrão.
Além disso, os alimentos anti-inflamatórios facilitam a perda de peso, melhorando o funcionamento do intestino e de seu organismo em geral.  Um bom exemplo é a celulite, que nada mais é do que uma inflamação. O consumo de alimentos pró inflamatórios causam a inflamação das células, ocasionando as celulites que podem ser combatidas com uma dieta anti-inflamatória.

Quando ocorre um processo inflamatório o normal é que sejam prescritos anti-inflamatórios, mas alguns têm efeitos colaterais, principalmente se for necessário utilizar a medicação por um longo período. Já com a ingestão de alimentos anti-inflamatórios isso não acontece, pois eles não apresentam efeitos colaterais. Por isso, em casos de inflamações vale a pena investir na alimentação, principalmente para fortalecer o organismo, criar uma fonte de defesa poderosa contra os “agressores” e, consequentemente, aumentar a imunidade.Os alimentos ricos em ômega 3 devem ser incluídos no cardápio com frequência, pois são anti-inflamatórios. Por isso, não se esqueça de consumir linhaça, castanha e peixes (atum, sardinha e salmão). Alimentos vermelhos, roxos e violetas como uva, beterraba, morango e tomate também possuem substâncias anti-inflamatórias, além de laranja, goiaba, limão e kiwi, frutas ricas em vitamina C.

Por outro lado, alimentos com gordura saturada, gorduras hidrogenadas e o ômega 6 são muito inflamatórios e devem ser evitados ou consumidos com moderação. Fazem parte desta lista o pão francês, bolachas de água e sal, carnes suínas, embutidos como linguiça, salsicha e salame, manteiga, creme de leite, queijos amarelos e frituras, refrigerantes e bebidas alcoólicas. Produtos industrializados, que são cada vez mais comuns em supermercados, também devem ser evitados ou consumidos com moderação, pois contêm substâncias químicas, além de conservantes, corantes e aromatizantes, entre outros. Esse grupo de alimentos são chamados de pró-inflamatórios, pois aumentam a inflamação.

Os alimentos anti-inflamatórios também ajudam a potencializar a recuperação das fibras musculares e evitar lesões. Para quem pratica atividades físicas regularmente, adicionar esses alimentos à sua dieta diária só irá trazer benefícios para a melhora do seu desempenho.

2712 visitas






Sua Opinião