VERSÃO IMPRESSA
anteriores
EM CAMPO LARGO 15º | 25º

Quarta-feira | 21 de Outubro de 2020 12:46
Quarta-feira | 21 de Outubro de 2020 12:46
VERSÃO IMPRESSA
EM CAMPO LARGO 15º | 25º

Governador confirma economia de R$ 80 milhões com medidas de gestão

Em coletiva de imprensa, Ratinho Junior fez um balanço dos primeiros meses de governo, destacando que a reestruturação do Estado deu agilidade à máquina pública. Economia reflete corte de despesas com pessoal, congelamento de salários e revisão de contratos

Por: Agência de Notícias do Paraná

O governo do Paraná economizou R$ 80,3 milhões em gastos com pessoal e com a renegociação e cancelamento de contratos. O resultado foi anun­ciado nesta segunda-feira (15) pelo governador Carlos Mas­sa Ratinho Junior, durante apresentação do balanço de 100 dias de gestão.

No total, a estimativa do Executivo é que a economia al­cance no mínimo R$ 237,3 milhões em todo o ano, valor que poderá chegar a R$ 260 milhões se forem implementadas ainda em 2019 todas as três etapas da reforma administra­tiva. Segundo Ratinho Junior, a economia é essencial, mas a reestruturação do Estado é tão importante quanto a redu­ção de gastos.

“Nosso foco nunca foi apenas economizar, mas aumentar a eficiência do governo”, disse Ratinho Junior. “E pela veloci­dade que estamos trabalhando já dá para ver que está dando certo”, destacou o governador, que elencou mais de 60 inicia­tivas que estão contribuindo para o bom desempenho do Pa­raná neste ano.

A primeira parte da reforma do Estado está em tramitação na Assembleia Legislativa e reduz o número de secretarias de 28 para 15, além de extinguir 339 cargos comissionados e funções gratificadas, resultando em uma economia de R$ 10,6 milhões anuais aos cofres públicos. As outras duas eta­pas tratarão da junção de autarquias e da redução da estru­tura física do Estado.

A reforma administrativa foi uma das ações de impac­to realizadas pelo governo de janeiro até o início de abril. O governador destacou, ainda, a implantação do programa de Integridade e Compliance, a sanção da lei das concessões – que descreve como “a mais moderna do país” – e a elabora­ção da Lei da Eficiência na Gestão, que estabelece metas de crescimento da economia do Estado, investimentos e gera­ção de empregos.

“Realizamos uma ação relevante a cada dia e meio de trabalho”, afirmou. “E este é o ritmo que vamos adotar até o fim da nossa gestão”, afirmou o governador Ratinho Junior durante apresentação do balanço da gestão para jornalistas. O encontro ocorreu no Palácio Iguaçu.

Austeridade

Ratinho Junior ressaltou que as medidas de austeridades adotadas já nos primeiros dias de janeiro, como o contingen­ciamento de 20% dos gastos de todas as pastas, a revisão de contratos e convênios, o congelamento de salários do primei­ro escalão, e o corte de privilégios foram responsáveis diretas pelo resultado apresentado.

Ratinho Junior informou o status das iniciativas iniciais e dos projetos estruturantes do governo, tais como a ampliação dos voos internacionais e a implantação da Cidade da Polí­cia. Também citou dificuldades enfrentadas pela gestão. “Re­cebemos o governo com 40% da frota da Polícia Militar no conserto e com um sistema de radiocomunicação ultrapas­sado”, disse.

Boa parte do balanço foi dedicada à situação da infraes­trutura do Estado. O governador destacou a negociação com o Ministério da Infraestrutura para contemplar, no pacote de concessões federal, além das atuais rodovias concessiona­das, mais 1000 quilômetros de estradas, com a inclusão da PR-092 (Norte Pioneiro), PR-323 (Noroeste), PR-280 (Sudo­este), PR-445 (Norte), além da ligação entre os municípios de Guarapuava (Centro-Sul) e Campo Mourão (Centro-Oeste).

Trechos ou estradas em situação mais crítica, que não poderão esperar até 2021, data dos novos contratos de con­cessão, serão incluídos no banco de projetos de infraestrutu­ra que o Governo do Estado deve anunciar nos próximos dias. Serão R$ 300 milhões aplicados na elaboração de projetos executivos para obras de mobilidade, melhorias em rodovias e ampliação do modal ferroviário. Na apresentação dos 100 dias de gestão, não faltou a menção ao trabalho de prospec­ção de novos negócios. Segundo Ratinho Junior, estão em negociação R$ 16 bilhões em investimentos.

11181 visitas






Sua Opinião





Últimas Notícias