VERSÃO IMPRESSA
anteriores
EM CAMPO LARGO 15º | 25º

Quinta-feira | 22 de Outubro de 2020 09:55
Quinta-feira | 22 de Outubro de 2020 09:55
VERSÃO IMPRESSA
EM CAMPO LARGO 15º | 25º

Bento Vidal pede licença, mas comemora aprovação de contas pelo TCE-PR

Para tratar de assuntos particulares e realizar exames complementares de saúde, o então vereador Bento Antonio Vidal solicitou licença do cargo pelo período de 60 dias. Em conversa com a Folha, ele diz precisar desse momento para ele, que achou mais justo se afastar do cargo e ficar sem remuneração, ao invés de apresentar atestado.

Por: Danielli Artigas de Oliveira

Para tratar de assuntos particulares e realizar exames complementares de saúde, o então vereador Bento Antonio Vidal solicitou licença do cargo pelo período de 60 dias. Em conversa com a Folha, ele diz precisar desse momento para ele, que achou mais justo se afastar do cargo e ficar sem remuneração, ao invés de apresentar atestado.

Ele declara que essa é também uma oportunidade do Henrique Segedi ocupar a cadeira de vereador e sentir essa experiência, vivenciar na prática. Diz ficar muito feliz em poder dar essa oportunidade a uma pessoa que considera de caráter e que pode fazer a diferença na política.

Em ofício que emitiu à Câmara, Bento também disse: “espero sinceramente que nesse tempo seja dado resposta ao perverso, injurioso e sem fundamento processo instalado nesta Casa, sob suposta falta de decoro que nunca cometi”. Esse período de ausência é também “um apelo pela moralidade, e assim ninguém poderá alegar que eu estava no cargo enquanto investigado, espero que minha atitude sirva de referência a demais pares e de outros legislativos que, em que pese estar na situação gravosa na Justiça não ostentaram envergadura e insistem em continuar fiscalizando e fazendo leis”.

Aprovação
Com diversos períodos de problemas na Prestação de Contas da Câmara Municipal de Campo Largo, Bento Vidal explica que quando assumiu a presidência em 2017, havia muitas situações pendentes, o que acabou atrasando algumas publicações no Tribunal de Contas do Paraná e apresentando divergências. Mas neste dia 15 de julho o Tribunal emitiu o Acórdão nº 1972/19  informando que foram apresentados os documentos e esclarecimentos necessários.

Documentou-se que o atraso de 59 dias na publicação do Relatório de Gestão Fiscal do terceiro quadrimestre do exercício de 2016 foi, segundo o gestor, devido à situação calamitosa em que se encontrava a Câmara no início de 2017. Por considerar que as pendências eram de administração anterior, o TCE-PR afastou ressalvas e multas à gestão de Bento Vidal, votando pela regularidade das contas do exercício de 2017.

3688 visitas






Sua Opinião