VERSÃO IMPRESSA
anteriores
EM CAMPO LARGO 15º | 25º

Domingo | 25 de Outubro de 2020 17:14
Domingo | 25 de Outubro de 2020 17:14
VERSÃO IMPRESSA
EM CAMPO LARGO 15º | 25º

Quem responderá pelo que acontece com nossos jovens?

Que semana, meus amigos! Foi uma semana em que a juventude tornou-se um alvo muito fácil de ser capturada pelas mãos erradas

Por: Redação
Que semana, meus amigos! Foi uma semana em que a juventude tornou-se um alvo muito fácil de ser capturada pelas mãos erradas e precisou descobrir desde cedo o amargor do que é ser suspeito, ser conduzido, ou, na pior das hipóteses, matar e ser morto. Como isso nos entretistece.
Isso nos faz refletir, quem ensinou isso para eles? Quem ensinou a eles vender drogas, usá-las de forma indiscriminda e prejudicar sua saúde? Alguém disse para eles que isso é o ápice do egoísmo, já que serve apenas para destruir a vida das pessoas que adquirem, de toda uma família e a deles mesmos, que nem completaram 18 anos e já possuem passagens na Polícia. Quem ensinou para eles que o crime compensa? Alguém os lembrou que a morte é irreversível, é para sempre? Ou foi pela falta de dar ouvidos mesmo que tudo isso aconteceu? Pela falta de uma qualidade de tempo com os pais, com os responsáveis, com a família, ainda que essa seja composta por apenas uma pessoa. Foi falta de firmeza na hora de dizer um não?
Os problemas de estruturação são muito fortes em nossa sociedade. E não estamos falando somente desses adolescentes. Veja o que aconteceu em Suzano, em São Paulo. Onde duas pessoas, com problemas estruturais e emocionais, levaram a óbito mais oito pessoas que não os conhecia, que tinham toda uma vida pela frente, que tinham pai, mãe, filhos, um lar, um quarto onde todas as suas coisas estão lá, e em pouco tempo ficarão tomadas pelo pó. Essas pessoas viraram mais uma estatística em um país com uma moral deturpada, que incita a violência a cada dia mais. Que tristeza. Quando pensamos que o país vai de encontro com o futuro promissor, nos deparamos com comentários que incendeiam ainda mais a “desordem” pública. Que vergonha saber que nos tornamos isso. Não adianta colocar a culpa só no governo ou no ano de 2019, dizendo que esse é o ano das tragédias, porque seria mais correto dizer que é o ano das irresponsabilidades.
Irresponsabilidade em Brumadinho, irresponsabilidade no Ninho do Urubu, irresponsabilidade nas cidades que não fazem um planejamento correto e permitem enchentes e desmoronamentos aconteçam ano após ano, irresponsabilidade na criação de filhos, que são colocados no mundo sem planejamento.
Crianças aprendem pelo exemplo, aprendem quando se espelham em alguém e as passam confiança de suas atitudes. Essas crianças que cometem atrocidades também são as crianças que se espelham nos adultos e idosos que temos hoje, mas foram envolvidas por pessoas más. Elas serão as responsáveis pelo futuro, ainda que você não concorde. Iremos deixá-las mesmo à mercê dos maus exemplos, sendo constantemente enganadas ou começaremos mudando nossas próprias atitudes e formando adultos melhores?
10329 visitas






Sua Opinião