VERSÃO IMPRESSA
anteriores
EM CAMPO LARGO 15º | 25º

Sábado | 24 de Outubro de 2020 02:36
Sábado | 24 de Outubro de 2020 02:36
VERSÃO IMPRESSA
EM CAMPO LARGO 15º | 25º

Mais uma semana de ?saco cheio?

As crianças vão ficar em casa, por mais uma semana

Por: Sidney de Oliveira Salles

As crianças vão ficar em casa, por mais uma semana, por conta do medo da Gripe A (H1N1). Sem “lição de casa”, elas não querem estudar, brincam o dia inteiro, assistem televisão, navegam por tudo quanto é site da Internet, muitas vezes sem controle dos pais e brigam, brigam muito. Poucos são os pais que conseguem algum resultado, em garantir que elas passem pelo menos uma hora por dia, debruçadas sobre os livros. Muitas famílias não têm onde deixar os pequenos, que quando não ficam sob os cuidados de uma irmã ou irmão mais velho, ficam com os avós, ou até com vizinhos.

Em algumas escolas particulares, no mês de outubro há uma semana de folga, a chamada “Semana de Saco Cheio”, que em geral coincide com a semana do Dia das Crianças. Esse ano, com certeza, esta semana já “evaporou”, bem como boa parte das férias de Verão. Esses quase 30 dias sem aulas deverão ser repostos, de alguma forma, porque o tempo de estudo de cada criança, não pode ser reduzido. Já se fala em reposição das aulas com a criação de mais um dia letivo na semana, no sábado, o que levaria os meses se setembro, outubro e novembro a terem não cinco, mas seis dias, por semana, de aulas. Talvez seja esta a solução a ser adotada pelos governos Municipal e Estadual. A outra solução seria acrescentar uma hora por dia, no expediente escolar, o que também cansaria bastante as crianças, com sacrifícios também para professores e pais.

É possível, ainda, que o Ministério da Educação baixe norma reduzindo a carga horária letiva e epurrando para o ano seguinte, as lições que não puderem ser aplicadas em 2009.

Tudo isso, entretanto, vai depender de muita discussão, que já começou e está esquentando a cabeça de muitos diretores de escolas, professores e administradores.

Este último adiamento do retorno das aulas, pelos governos municipais e estaual, é o limite. Se houver necessidade de mais um adiamento, aí o semestre inteiro estará comprometido.

Acredita-se, entretanto, que o perigo maior da disseminação da gripe A (H1N1), entre os estudantes, principalmente as crianças, já passou e, dentro de uma semana as temperaturas já estarão mais elevadas, reduzindo sensivelmente as possibilidades de proliferação do vírus, que se adapta melhor nos ambientes frios e fechados.

As escolas, na volta às aulas, dia 24, estarão preparadas para introduzir, entre seus alunos, novas práticas de higiene mas, princpialmente, identificar as crianças com sintomas de gripe, mesmo a comum, e afastá-las das salas de aula. A partir de agora, precisamos ensinar as crianças a lavar as mãos e, quando espirrar, procurar não contaminar os outros.

10003 visitas






Sua Opinião