VERSÃO IMPRESSA
anteriores
EM CAMPO LARGO 15º | 25º

Domingo | 25 de Outubro de 2020 19:02
Domingo | 25 de Outubro de 2020 19:02
VERSÃO IMPRESSA
EM CAMPO LARGO 15º | 25º

Recordar é Viver

Padre Chemim reza missa para a Seleção Brasileira. No sábado que aconteceu ao jogo decisivo à participa­ção do Brasil na Copa Mundial de Futebol, Padre João Che­mim foi convidado a celebrar uma missa especial para a Seleção Brasileira.

Por: Lauro

Padre Chemim reza missa para a Seleção Brasileira

No sábado que aconteceu ao jogo decisivo à participa­ção do Brasil na Copa Mundial de Futebol, Padre João Che­mim foi convidado a celebrar uma missa especial para a Seleção Brasileira.

A missa foi rezada na Capela do Centro de Treinamen­to “Alfredo Gotari” do Clube Atlético Paranaense, às 14 horas, contando com a presença do técnico Luiz Felipe Scolari, jo­gador Denilson, o auxiliar técnico Flavio Martosa, treinador de goleiro Carlos Pracidelli, chefe de segurança máxima da Se­leção coronel Castelo Branco, e demais integrantes da equi­pe. Participaram também, representando a Folha de Campo Largo a jornalista Luz Marina Leon Bordes e a colunista Gla­dis Miró, além dos seminaristas responsáveis pela animação Ubijara de Oliveira, Celmo Suchek de Lima e Valdecir D’Avila.

A celebração, restrita a poucos participantes, foi bastan­te participativa e marcada pela demonstração de fé e união entre os presentes. O técnico Luiz Felipe foi responsável pela leitura e, no momento das intenções pediu pela irmã do joga­dor Júnior falecida naquele dia.

Luiz Felipe é um Católico praticante. Sua mãe, Ceci Leda Gabriela Scolari, é a ministra da Eucaristia na cidade de Pas­so Fundo no Rio Grande do Sul, onde reside.

No final da Missa, ele recebeu das mãos do Padre João uma cruz benta e uma imagem de Nossa Senhora Aparecida, presente destinado à sua mãe. O jogador Denilson também demonstrou sua fé com participação e recebendo a comu­nhão que, em razão do pouco número de presentes foi ofer­tada com o Pão e o Vinho.

Durante a disputa de domingo contra o Chile, Denilson – que como disse Galvão Bueno “incendiou o jogo” – mais uma vez fez transparecer sua fé quando durante entrevista fez questão de agradecer a Jesus.

Esperança - Padre João pediu a Deus que iluminasse a Seleção, e, certamente, é isto que a grande maioria dos bra­sileiros espera durante toda a Copa. “Acreditamos no nosso trabalho mas Ele lá de cima está sempre junto”, disse Scolari.

Matéria publicada no dia 11 de outubro de 2001 Jornal Folha de Campo Largo

4173 visitas






Sua Opinião