VERSÃO IMPRESSA
anteriores
EM CAMPO LARGO 15º | 25º

Quarta-feira | 21 de Outubro de 2020 12:44
Quarta-feira | 21 de Outubro de 2020 12:44
VERSÃO IMPRESSA
EM CAMPO LARGO 15º | 25º

Recordar é Viver

Em 1961, a Liga Regional de Futebol Campo-larguense, que tinha como presidente o Sr. Adalberto Antonio Cescato (de saudosa memória), patrocinou e organizou o 14º Campeonato Regional em duas categorias titulares e aspirantes (1º Quadro e 2º Quadro) com a participação de oito equipes.

Por: Lauro

                       

Em 1961, a Liga Regional de Futebol Campo-larguense, que tinha como presidente o Sr. Adalberto Antonio Cescato (de saudosa memória), patrocinou e organizou o 14º Campeonato Regional em duas categorias titulares e aspirantes (1º Quadro e 2º Quadro) com a participação de oito equipes. O grande cam­peão entre os titulares foi o Bloco Esportivo Campo Comprido.

As equipes participantes foram Internacional E.C. Agremia­ção Esportiva Porcelana Steatita, Fanático F.C., Bloco Esporti­vo Campo Comprido-S.O.B. (Sociedade Operaria Beneficente de Araucária), E.C. Os 18 Copacabana, Corcovado F.C. (Balsa Nova) São Manoel (Araucária).

A decisão do título de campeão entre os titulares foi entre o Campo Comprido e Agremiação Esportiva Steatita, em dois jo­gos. O primeiro foi no Estádio Fritz Erwin Schmidt (atualmente Centro Esporte Ari Moro – Itaqui), empate em 1 X 1 e o segundo foi no famoso campo da Gamela, em Campo Comprido, com vi­tória do time local pelo placar de 2 X 1.

O Fanático F.C. foi participante e antes de uma partida no Estádio da Baixada, atualmente Ângelo Antonio Cavali, foi tira­da a foto que hoje ilustra esta matéria e pertence ao Antonio Pa­dilha (Nico).

Estão em pé Afonso Rogoski (Tinho, de saudosa memória), Alirdo Pangrácio (Alicate, de saudosa memória), Santo Odair Cosmo (Avião, de saudosa memória), Sérgio Antonio Souto, Abí­lio Bom Senhor (de saudosa memória).

Agachados estão Nelson Jeckes (de saudosa memória), Danilo Balsaneli (de saudosa memória), Ari Netzel (Capilé), Luiz Carlos Rachinski, Amadeu Spack e Antonio Padilha (Nico).

De todos que estão na foto do Tricolor, em 1961, é do nosso conhecimento que vivem Sergio Antonio Souto, Ari Netzel, Luiz Carlos Rachinski, Amadeu Spack e Antonio Padilha (Nico). São falecidos Tinho, Alicate, Santo Cosmo, Abílio Bom Senhor, Nel­son Jeckes e Danilo Balsaneli.

Os que vivem, ao verem e lerem esta matéria, irão sentir uma grande saudade do time do Tricolor em 1961. Dos falecidos, seus familiares irão sentir uma saudade ainda maior. Um agrade­cimento muito especial ao Nico Padilha pelo empréstimo da foto

2622 visitas






Sua Opinião





Últimas Notícias